O ar da Terra

A poluição do ar da Terra é gerada pela queima de combustíveis fósseis por veículos, como por exemplo, o carvão mineral e derivados do petróleo, bem como a agropecuária e agricultura.

 

A queima destes produtos, lança uma grande quantidade de monóxido de carbono e dióxido de carbono (gás carbônico) na atmosfera. Estes dois combustíveis são os principais responsáveis pela geração de energia que alimenta setores industriais, elétricos e de transportes. Esta poluição afeta a saúde humana, causa chuvas ácidas e também afeta o clima. As doenças respiratórias são as principais consequências na saúde humana.

 

A chuva ácida mata plantas, animais e corroe monumentos históricos. O clima é afetado com o aumento do efeito estufa, que faz com que o calor fique concentrado na atmosfera e provoque alterações climáticas, mudam os ventos, as tempestades e a saúde humana.

A produção de carne e as emissões de gases destes animais contribuem para o aumento do aquecimento global mais do que o setor dos transportes. A solução passa por mudar a alimentação do gado, mas também a nossa, reduzindo o consumo de carne.

Ocorre que o sistema digestivo de ruminantes como as vaca, ovelhas, búfalos ou camelos, mas também de animais como o porco, funciona como uma pequena fábrica de metano, um gás 20 vezes mais prejudicial para o ambiente do que o dióxido de carbono emitido pelos meios de transporte, e este metano é enviado para a atmosfera pelo estrume e flatulência destes animais.

Para ter uma ideia, para se conseguir um quilo de carne polui-se tanto como conduzir um automóvel durante 250 quilômetros e produz energia suficiente para acender uma lâmpada de 100 watts durante 20 dias.

 

Esperando-se que a produção de leite e carne duplique nos próximos 30 anos, as Nações Unidas consideram a criação de gado uma das mais sérias ameaças para o clima.

A maior parte da poluição gerada pela agricultura vem da amônia. A substância é usada para fabricar fertilizantes, mas pode ser produzida naturalmente através decomposição de materiais orgânicos, como esterco e restos de comida. Ela emana de campos muito adubados ou fertilizados e, em contato com o ar, se junta aos poluentes de combustão, como óxidos de nitrogênio e sulfatos de veículos, para criar minúsculas partículas – do diâmetro de fios de cabelo – que se dissipam com o vento e chegam às grandes cidades. Ou seja, mesmo que você more longe de lavouras e fazendas de criação de gado, está exposto à poluição agrícola.

Em relação a isto, o Projeto Terra Nova propõe a utilização de dirigíveis tipo Zeppelins, equipados com grandes Filtros Atmosféricos.

Os dirigíveis equipados com os Filtros Atmosféricos, deverão ficar sobre grandes metrópoles. Após isto, os componentes que possam ser aproveitados irão para usinas e o que não possa ser aproveitado, também será enviado ao Sol para ser incinerado.

Os Zeppelins deverão sobrevoar a aproximadamente entre 100 e 2.000 da superfície da Terra, encima das grandes cidades do mundo.

Os Zeppelins poderão ser grandes pontos turísticos nas cidades onde os mesmos deverão sobrevoar, coletando todas as impurezas do ar. Os Zeppelins deverão ser equipados com apartamentos, quartos, suítes, salões de festas, restaurantes, danceterias e em algumas cidades estrangeiras, os Zeppelins poderão ser equipados com cassinos, onde os turistas pagarão para estar abordo nestes grandes dirigíveis. Alguns Zeppelins terão capacidade para transportar cerca de 100 passageiros.

Os Zeppelins somente voarão durante dias de clima bom, ou seja, sem ventos fortes e sem tempestades.

Os Zeppelins, em um prazo máximo de 24hs, deverão retornar ao solo terrestre para o desembarque dos passageiros e a substituição dos Filtros Atmosféricos dos Zeppelins.

© 2018 por PROJETO TERRA NOVA. Orgulhosamente criado com Wix.comm

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now